Mil Orquídeas Marginais, o projeto.

O orquidófilo e pesquisador Alessandro Marconi e a produtora Carolina Sbrana Sciotti se uniram com o objetivo de repovoar a mata ciliar das Marginais Pinheiros e Tietê com orquídeas nativas da espécie Cattleya loddigesii. Esta espécie habitava o local décadas atrás, por toda a extensão dos quase 50 quilômetros, dividindo o espaço com uma grande diversidade de plantas características da Mata Atlântica, as quais foram desaparecendo com o aumento da poluição e falta de proteção.

O projeto foi apoiado por colaboradores através de um site de financiamento coletivo, mostrando que há muitas pessoas interessadas na reabilitação do espaço.

O nome Mil Orquídeas Marginais se deve ao foco do projeto, cujo objetivo é inserir mil orquídeas da espécie e aguardar que elas se reproduzam de forma natural, das quais 700 já foram introduzidas até o momento.

Este é um dos projetos que nos faz continuar acreditando nas pessoas e nas cidades. Uma notícia que acalenta o coração, nos fazendo sentir que ainda há esperanças de encontrarmos ali, bem pertinho, um motivo de orgulho e admiração.

Veja o vídeo:

Fonte: Mil Orquídeas Marginais – Mil Orquídeas Marginais, o projeto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *